Google+ Followers

Seguidores

sábado, junho 01, 2013

Clínica Psicopedagógica: Nome próprio


 
 Selecionando as letras da sequência de seu nome: usando letras móveis, com imagens e cores.
 A criança autista associa as letras através das imagens e cores.
 

O nome próprio tem uma carga afetiva para a criança, pois marca sua identidade. Além disso, é a primeira conquista escrita de uma criança. Por isso, um trabalho de alfabetização a partir da escrita do nome próprio deve receber atenção especial na educação infantil.
É importante realizar um trabalho intencional que leve ao reconhecimento e reprodução do próprio nome. A escrita do nome fornece às crianças um repertório básico de letras que lhes servirá de fonte de informação para produzir outras escritas.
As justificativas para um trabalho pedagógico a partir da lista de nomes são:
  • O nome tem função social claramente definida: identificar pessoas, marcar seus pertences;
  • O nome da criança é uma palavra que em geral é reconhecida entre tantas outras palavras;
  • A leitura do nome ajuda a criança a compreender como a escrita funciona porque tem um modelo para pensar: ela começa por imitar o nome, quase que desenhando. Aos poucos, passa a observar regularidades, por exemplo, ao copiar seu nome, nota que as letras sempre se repetem e aparecem na mesma ordem. Por fim, ela também vai percebendo, ao ler a lista de nomes da sala, que as letras e sílabas de seu nome aparecem também em outros nomes.

    Fonte bibliográfica: Apostila Trabalho Pedagógico com o nome próprio. Kidsmart e Avisa Lá.